sábado, 29 de janeiro de 2011

O destino é uma rajada forte (19ª parte)

Lara corria como uma tola, mas na areia era um pouco complicado. Todo o seu esforço era ignorado e quando se esforçava para correr mais depressa era quando parecia que não saia do sítio. João pára e olha para ela a rir-se. Sabia que se quisesse que a apanharia em instantes mas no fundo tudo aquilo o deixava feliz, ver Lara a correr desvairada e completamente cansada ansiosa por um momento de descanso, deixava-o feliz e por momentos começou a contempla-la.

Lara: (quando repara que João parou volta-se para trás e solta uma gargalhada) Vês o que o tabaco faz? És muito fraquinho. (ri-se)

Joao olha para ela e só se consegue rir, não pronuncia uma única palavra.

Lara: (em geito de teatro) Estou a ver que se eu quisesse fugir de ti não haveria nada que me impedisse. Ficarias sem mim e pronto.

João quando ouviu aquilo deu uma ultima gargalhada e começou a correr. Lara toda atrapalhada começa a correr também, mas distrai-se e cai.
Joao alcança-a e deita-se em cima dela. Lara não parava de rir.

João: Quem é o fraquinho agora? Nem te aguentas em pé! (solta uma gargalhada)
Lara: (a sorrir) A tua sorte é que não quero ficar sem ti e então fingi cair para não ter que correr pela praia toda.
João: (a fingir-se de surpreendido) Não queres ficar sem mim? Ou neste simples e curto espaço de tempo sentiste tantas saudades minhas que te deixaste cair no chão como uma tola?
Lara: (fingindo-se de ofendida) Não acredito que possas pensar isso a meu respeito, eu não sou uma fingidora e muito menos tola. (solta uma gargalhada)

João fica a olhar para ela. Os seus olhos brilhavam de alegria, João não conseguia parar de pensar em como Lara era linda. Não conseguia parar de olhar para os seus olhos esverdeados que com aquele sol de inverno ganhavam um verde tão brilhante que o hipnotizava. Nos seus lábios perfeitamente delineados, pequenos e frágeis que lhe pertenciam. Nos seus longos cabelos castanhos, brilhantes, com um aroma capaz de derreter qualquer rapaz. Na sua pele morena, tão suave que tocar-lhe era sem dúvida algo que João não se imaginava a parar de fazer. Joao não conseguia tirar os olhos nem afastar o pensamento de tudo aquilo.
Lara repara que João está no mundo da lua, pára de se rir e apenas o olha nos olhos.

João:Céus como és minha, como és bela, mas acima de tudo como és minha.(observa-a)
Achas posssível encontrar a minha alma gémea, tão novo? (e sorri)
Lara:Acho, porque eu já encontrei a minha!

42 comentários:

  1. Que bonito querida *.* Está completamente perfeito :')

    ResponderEliminar
  2. aiii tão lindo *.*
    adoro a maneira como descreves as coisas, lindo mesmo :pp
    então porque é que gostas do Nuno? :))

    ResponderEliminar
  3. Eu compreendo...

    Esta história faz-me sonhar ... Faz-me sonhar com o momento em que a distância deixará de existir e eu poderei viver tais momentos a toda a hora :')

    ResponderEliminar
  4. A distância é horrível querida. Nunca pensei que fosse assim tão mau sabes?

    Existem aqueles momentos em que desesperadamente preciso de um abraço dele, daqueles bem aconchegados e protectores, e não os tenho!

    Mas há algo que a distância ensina...
    Mostra o que é sentir saudade de verdade.
    Mas não impede um Amor ♥

    ResponderEliminar
  5. Percebi perfeitamente :)
    e de nada ora *

    ResponderEliminar
  6. Eu bem tento querida...
    Mas por vezes sinto-me demasiado fraca :s

    ResponderEliminar
  7. obrigada e de nada :). a história foi o que me aconteceu , em dois dias estava tudo perfeito, e no dia seguinte ele diz que se apaixonou por outra. só que para ficar com mais dramatismo e para verem como tudo acaba, fiz com que a rapariga morresse percebes amor?

    ResponderEliminar
  8. É mais do que dificil, é pessimo :'(

    ResponderEliminar
  9. Nós bem tentamos, mas existem sempre contratempos :S

    ResponderEliminar
  10. Sim eu também acredito que existem namorados assim querida :D
    Não tens nada que agradecer, e se sou assim tão assídua é porque escreves mesmo muito bem e adoro ler tudo aquilo que escreves :D

    Mais uma vez adorei o episódio, cada vez estou mais viciada em saber o que vem a seguir querida, é tudo tão lindo :D

    Conto a ti, tens de ter calma, não sei o que se passa mas se quiseres podes desabafar querida,e estarei aqui para te ouvir e aconselhar como tenho feito com todos aqueles que precisam de mim :D
    E sim eu acredita que vás dar a volta por cima, és forte, linda, querida, simpática e mereces ser muito feliz :D

    Beijinhos estou sempre aqui a espera de um novo post teu :D

    ResponderEliminar
  11. Sou mesmo muito determinada querida :$
    E muito obrigada.

    ResponderEliminar
  12. Own, tão querido, os dois! Gosto imenso!
    Bjus
    http://lolisprincess.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  13. é não é? pena que ele não dê :s! beijinho

    ResponderEliminar
  14. Não diz 'seguir' por cima dos simpsons querida? :o

    ResponderEliminar
  15. Quase sempre, ou da minha parte ou da dele :s

    ResponderEliminar
  16. Ahah, hão tem mal :)
    Já agora obrigada, e gostei muito deste post $:

    ResponderEliminar
  17. aie, tenho de tirar um tempinho pra vir cá, estou tão atrasada na historia :o

    ResponderEliminar
  18. Ás vezes não me afecta, outras sim.. não sei são fases, mas acho que ás vezes também não lhe custava ne? não digo sempre, mas para nos mulheres essas coisas sao importantes e para eles nao, portanto acho q devia haver um meio termo :S

    ResponderEliminar
  19. não sei como, mas aos poucos fui deixando de tocar.. qualquer dia mato saudades :)

    ResponderEliminar
  20. sempre que leio esta história (porque leio montes de vezes) , vêm-me as lágrimas aos olhos :$

    ResponderEliminar
  21. ainda bem querida , juro que é verdade *-*

    ResponderEliminar
  22. ainda bem querida , espero que nunca deixes de escrever :$

    ResponderEliminar
  23. amo mesmo muito a história !
    sigo com muito orgulho (;

    ResponderEliminar
  24. Obrigada Inês :)
    Eu não consigo ir ao teu blogue**

    ResponderEliminar