sexta-feira, 22 de abril de 2011

O destino é uma rajada forte (39ª parte)

Lara: Desculpem tudo isto a minha cabeça está uma confusão, mas eu tenho tudo cá. Eu não vou!
Mãe da Lara: Sério filha? Vais ficar connosco?
Lara: (abraça a mãe) vou sim mamita
Mãe da Lara: Mas e o teu sonho princesa?
Lara: O meu maior sonho é ser feliz e nunca o seria longe daqui.
Mãe da Lara: Oh minha pequena, não sabes como fico feliz em ouvir isso. Vamos levar-te para casa.
Lara: Mamita na verdade eu gostava que me deixassem no hospital uma grande amiga minha e do João morreu e eu gostava muito de ir até lá.
Mãe da Lara: Claro pequena, mas depois tens como ir embora?
Lara: Sim, não te preocupes.

Lara só queria ir ter com João, sentia que tinha voltado de um pesadelo, de um período de transe. Nem acreditava que lhe passou pela cabeça sequer deixar João assim sem lhe dar uma única justificação. E mal chega ao hospital e vê João cá fora a fumar, as lágrimas vêem-lhe aos olhos. Aquele era o seu homem, e Lara amava-o mais que tudo.
Lara sai do carro corre em direcçao a João e entre beijos e abraços pede-lhe desculpa.

Lara: Desculpa, desculpa, desculpa meu amor. Por favor diz que me desculpas.
João: O que se passa? Lara o que se passou esta manhã?
Lara: (com o coração na boca) Eu juro que foi sempre a pensar no teu bem, eu não te queria magoar, não queria mesmo, mas tu nunca serias feliz lá.
João: (confuso) Lá? Lara não te estou a perceber!
Lara: (mais beijos e mais abraços) Eu prometo ficar contigo. Esquece esta manha.
João: (admirado) Tu ias embora? Tu ias para Londres? Sem me dizeres nada? Por isso é que não atendias?
Lara: Eu não te queria dar a escolher entre mim e a tua família e amigos. O sonho era meu e não teu. Desculpa meu amor, estou tão arrependida.
João: Lara o meu lugar é ao teu lado, para onde tu fores eu vou. Nada disto faz sentido sem ti. Tudo isto do André e da Leonor fez-me perceber que a vida é curta demais para perdermos tempo em pensar nos "se" . Lara se eu te perco eu, eu....

Lara coloca-lhe a mão na boca para que João se cale.

Lara: Eu amo-te, eu não posso ficar longe de ti.
João: Eu amo-te pequena e a ultima coisa que quero é perder-te. Eu tenho andado a ver escolas em Londres para ficar bem perto de ti, tu gostas de dançar e a verdade é que tu transformas-te quando danças. A dança faz parte de ti e eu nunca te iria deixar, não posso, não consigo. Se tu fores ao fim do mundo eu dou-te as mãos e vou contigo. Mas deixares-me sem sequer me dizeres nada?! (coloca-lhe as mãos na cara) Que nunca mais nada do género te volte a passar pela cabeça!
Lara: (abana a cabeça e a chorar) Eu amo-te João Carlos, amo-te como nunca amei ninguém. Desculpa!

João beija-a e no silencio daquele beijo todas as suas duvidas foram dissipadas. Ele estava disposto a tudo para ficar com ela. Não importa o que tivesse que abdicar, desde que estivesse com ela.

(continua)

15 comentários:

  1. cada vez gosto mais!
    o texto é da margarida rebelo pinto e ela tem essa capacidade extraordinária!

    ResponderEliminar
  2. . eu não me fui abaixo, apenas divulguei um assunto que andava aqui a remoer na minha cabeça . porque há quem critique para deitar abaixo por pura inveja, mesmo sabendo que essa pessoas tem talento ... já para não falar nas pessoas que se querem armar ao dizer "ai, eu perdi seguidores, mas quero lá saber" e se põem a dizer que não precisam dos seguidores para nada, embora o digam por outras palavras ... enfim -.- (não estou a falar de ninguém em particular)

    ResponderEliminar
  3. Obrigada querida (:
    Assim que puseres o vídeo diz-me!
    Estou mesmo a gostar da história.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Oh querida, adorei :D Tu sabes que adoro tudo aquilo que escrevs, escreves tão bem :D
    Beijinhos querida

    ResponderEliminar
  5. ai *.* foi lindo isto :$
    p.s - passa.se qe o meu irmao teve um acidente de carro e está em coma no hospital , fez ontem uma semana ;$

    ResponderEliminar
  6. percebo perfeitamente :)
    adoroooo *

    ResponderEliminar