quinta-feira, 10 de março de 2011

O destino é uma rajada forte (28ª parte)

Todas aquelas palavra entraram como setas no seu coração que lhe picaram tão forte que mal conseguia respirar. André tocou bem na ferida de Lara, tocou-lhe com tanta força que Lara só queria sair dali. Mas não o fez, ignorou todo o seu sofrimento e sorriu.


João: Estavas aí à muito tempo?
Lara: (mente) Não...Eu..eu vim ver se estava tudo bem. Ouvia-se do outro lado do corredor vocês a falarem.

João levanta-se do sofá e apressa-se a envolver a namorada nos seus braços e dá-lhe um beijo.


João: O André é que é um teimoso e recusa-se a fazer o que é melhor para ele.
André: (zangado) Não achas que eu sei bem melhor que tu o que é melhor para mim?!
João: Mas tu..
André: Mas nada. João és o meu melhor amigo, mas em relação a este assunto estamos conversados.

João desiste de o tentar convencer a passar menos tempo no hospital. Deu a mão a Lara e dirigiu-se para a saída. Já de costas.

André: João.
João: (vira-se para trás) Sim.
André: Tu farias o mesmo. E pensa com atenção naquilo que falamos. Não deixes que seja tarde demais.

5 comentários:

  1. Ah, quem sabe o André não faz o João mudar de ideia, não?
    Estou amando a história, meu anjinho, continuas.
    Será que vais postar a 29ª parte hoje?

    Beijo **

    ResponderEliminar
  2. own minha querida, aqui está lindo =$

    ResponderEliminar