quarta-feira, 6 de julho de 2011

O destino é uma rajada forte (44ª parte)



André fecha os olhos, imagina-a e volta a imaginá-la vezes sem conta. Vê momentos com a Leonor na piscina, sente beijos trocados, sente as promessas, as memorias aparecem e por momentos André perde-se.


Mãe da Leonor: Filha o André chegou!
Leonor: (grita) já vou mãe.

Mãe da Leonor: (olha para André) Está maluca desde que chegou da escola. 
André: (sorri) Disse-lhe que seria uma noite especial!

Leonor desce as escadas e André fica deslumbrado, ela estava simplesmente fantástica. Vestido rosa claro, delicadamente justo ao corpo, caia-lhe até a cima do joelho onde fazia roda e lhe sobressaia as bonitas pernas que ela tinha. André apressa-se a ir ter com ela e dá-lhe um beijo. A mãe de Leonor percebe que talvez estivesse a mais e sai.

André: Estás linda!
Leonor: (cora)  Disses-te que seria uma noite especial, quis estar adequada para a ocasião!
André: Está mais que adequada. Estás uma verdadeira princesa.
Leonor: Sabes que adoro ser elogiada por ti, mas assim fico até sem jeito.
André: (enquanto uma mão estava na cintura da Leonor apertando-a para si, a outra estava no pescoço dela, ele olha-a nos olhos) Eu Amo-te... com todas as palavras, sacrifícios, benefícios que isso possa implicar. Eu Amo-te!

Forma-se um sorriso na cara da Leonor. Ela amava de paixão quando ele ficava serio no tempo e lhe dizia algo tão profundo, tão verdadeiro.

André:(volta a dar-lhe um beijo) Vamos?
Leonor: (abana a cabeça em forma de afirmação) Ah deixa-me só despedir da minha mãe.

Leonor: (vai até á cozinha, dá um beijo á mãe) Já vou maezinha, dá um beijo ao paizinho quando ele chegar.
Mãe da Leonor: Dou sim filhota, juizinho os dois.


André abre a porta,  Leonor entra no espírito e faz uma vénia em jeito de princesa. Leonor já se preparava para abrir a porta do carro quando André delicadamente lhe bate na mão.


André: Na, na, na, eu abro. Hoje eu vou tratar de ti, vou dar-te tudo a que tens direito.
Leonor: (sorri) Esta noite promete!


André levou Leonor a jantar fora. Era a primeira vez que fazia algo do género por uma rapariga, era a primeira vez que se entregava de corpo e alma numa relação. André era moreno de olhos verdes e cabelo ondulado castanho claro, bastante bonito e por consequência um mulherengo, pelo menos  até conhecer Leonor que lhe roubou o coração para sempre. 


André: Já escolhes-te?
Leonor: Ai amor não sei, tem aqui tanta coisa boa...
André: Então pedimos tudo
Leonor: (solta uma gargalhada) claro e eu saio daqui uma baleia.
André: (sorri) E que tal um chacuti de frango?
Leonor: Sim parece-me bem.
André: Vinho?
Leonor: Sim, é uma ocasião especial.


Estava tudo a correr como André tinha planeado e Leonor estava radiante de tanta felicidade, mas as surpresas não ficavam por ali. 
Leonor já sabia que ainda havia mais, mas estava ansiosa para saber o que mais estaria para vir. No entanto não deixou que a ansiedade estragasse o momento e aguentou até que André estacionou em frente a uma pousada de 5*. Parecia um castelo, todo em pedra, com grandes desenhos, uma passadeira vermelha e um porteiro. 


André: (olha a namorada ) hoje não vais passar a noite a casa!
Leonor: (sorri) Parece-me muito bem...


André foi até á recepção enquanto Leonor deslumbrada olhava cada pormenor. Aquilo era realmente belo e tinha uma decoração tão acolhedora, tão romântica. Sentia-se uma princesa num verdadeiro castelo, com o seu princepe. André aparece-lhe de surpresa e abana com as chaves.


André: Princesa Leonor dá me a honra de a acompanhar até aos seus aposentos?
Leonor: Com certeza!
Leonor entra no quarto e mais uma vez fica boquiaberta com o que vê. A cama enfeitada com pétalas de rosas vermelhas, enquanto uma mesa estava lindamente decorada com velas, morangos e champanhe. O sofá branco, em forma de coração e uma varanda com mesas e cadeiras cá fora. 


Leonor: Isto é lindo...(olha o namorado) tu és lindo! Nem tenho palavras para te dizer o quão especial me fazes sentir.
André: Tenho que estimar a mulher que escolhi para ficar ao meu lado.
Leonor:( encosta-se a André e antes de se perder nos seus braços) Sou tua!  Acredita é como se sentisse o mundo inteiro na mão a pulsar, uma espécie de poder que só sente quem ama e se entrega.... (diz-lhe ao ouvido) Eterniza o meu nome!


André grita, João vem rapidamente até junto da piscina onde vê o amigo a dar pontapés a tudo o que lhe aparece à frente. 


João: (vai ao encontro de André e agarra-o) Ei, ei então, calma.
André: (a chorar) Eu amo-a! Amo e vou amá-la sempre. Eu não aguento isto, não aguento. Só a queria ter ao pé de mim, comigo. Eu iria tratar dela...só eu sei tratar dela.


João abraça-o, ciente de que a dor não vai passar, mas na esperança que ao menos o consolo sirva para amenizar todo o sofrimento. 



25 comentários:

  1. . primeiro: ainda bem que não desististe da história (: e segundo: espero que gostes de ler a história "Pensa em mim" ;b

    ResponderEliminar
  2. Amei querida **
    Até deixar cair uma lágrima ou duas :$

    ResponderEliminar
  3. Mesmo que nao queira, é mais forte :\

    ResponderEliminar
  4. pões me sempre a chorar com cada capítulo novo. imagino-me na situação do André e custa tanto !

    ResponderEliminar
  5. chorei! :o
    continua a escrever, tens imenso jeito e a história está simplesmente fantástica.
    estou ansiosa por saber como acaba!

    ResponderEliminar
  6. Não se passa nada em concreto; o meu namorado é que sente-se um pouco cansado da vida que leva, do trabalho e do facto de tarmos muito pouco tempo juntos devido ao trabalho dele :s

    gostei*

    ResponderEliminar
  7. É na boa :D
    Eu escrevi aquilo numa de gozo x'DD


    :')

    ResponderEliminar
  8. eish, adorei a história, ontem estive a tarde toda colada ao pc a lê-la *-*
    desculpa a invasao :x . mas queria perguntar-te uma coisa :x

    ResponderEliminar
  9. Não sei como comentar o teu blogue milene, mas obrigada e sim pergunta, estás á vontade.

    ResponderEliminar
  10. amei, simplesmente. nao desistas desta historia nunca! eu tenho de falar contigo sobre a tua linda historia é assim, a um ano eu e a minha turma pegamos numa historia e fizemos um filme e ganhamos um concurso no norte. gostavamos de fazer o mesmo com a tua historia, como se fosse uma custa metragem, e onde podias encarnar a personagem que quisesses e levares a participar no filme quem tu quiseres. se ganharmos de novo podemos ganhar dinheiro com isso o que no tempo e nas ferias em que estamos é sempre bom. mas claro so se concordares

    ResponderEliminar
  11. áh sim, eu bloqueei os comentarios xD . queria perguntar como éq metes a música aqui :x .. éq eu já tentei de tudo e nao consigo x.x

    ResponderEliminar
  12. adorei :) vou seguir o blog .
    esta história faz-me sentir bem *.*

    ResponderEliminar
  13. andas distraída aqui do blog ;$ estou ansiosa para continuares a escrever a histoória . por isso volta rápido ;$ xb

    * já agora , tambem estou a escrever uma história no meu blog , passa lá e diz-me o que achas .
    beijinhon (:

    ResponderEliminar
  14. AMEI *.* , espero que voltes a publicar mais :)

    ResponderEliminar
  15. Continua, esta a ficar excelente mesmooo!

    ResponderEliminar
  16. Meu Deus posta mais gente eu amei a historia

    ResponderEliminar
  17. qnd acabas a história? ;3

    ResponderEliminar